(Foto: Reprodução)

Cassada há quase três anos, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) apresentou uma fatura de mais de meio milhão de reais em 2018 ao Palácio do Planalto. O alto montante pagou viagens de assessores mantidos à sua disposição pelo governo federal.

Dilma Rousseff gastou mais do que a soma de despesas dos ex-presidentes José Sarney, Fernando Collor, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, que também têm direito ao benefício.

As despesas com os servidores que acompanham a ex-presidente do PT consumiram, no ano passado, R$ 632,2 mil, sem contar os salários. Deste total, R$ 586,8 mil foram utilizados no pagamento de diárias e passagens.

Houve desembolso de outros R$ 45,4 mil com manutenção seguro e combustível para veículos utilizados pela ex-presidente, segundo dados publicados pelo R7.

Boa parte desses deslocamentos ocorreu em Minas Gerais, durante a campanha de Dilma a uma cadeira no Senado, nas eleições do ano passado.Apesar dos gastos, ela amargou o quarto lugar na disputa e não se elegeu para o cargo.

Comentar

Veja Também  Dilma vai usar delação de Funaro para tentar anular impeachment
Loading...