(Foto: Reprodução)

Justiça decidiu bloquear cerca de R$ 780 milhões de Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, por conta de dívidas da mineradora MMX. A decisão da juíza Cláudia Helena Batista, da 1ª Vara Empresarial de Belo Horizonte, foi baseada em evidências de que o produto da fraude perpetrada por Eike Batista foi destinado ao filho, em prejuízo aos credores da mineradora.

De acordo com a magistrada, documentos mostram que recursos da mineradora foram enviados do empresário para Thor Batista e empresas do Grupo X. O filho foi apontado pela justiça como principal plataforma de blindagem do patrimônio de Eike, sendo utilizado como “estruturador” e “interposta pessoa” de novas offshores destinadas ao recebimento de recursos financeiros oriundos da fraude cometida por Eike, segundo o site InfoMoney.

Comentar

Veja Também  Lutadora de jiu-jitsu é morta no dia do seu aniversário