São Paulo — O Ministério Público do Rio de Janeiro ajuizou ação civil pública contra a Assembleia Legislativa do Estado para anular a decisão que deu posse a cinco deputados que estão presos preventivamente.

Em uma reunião ordinária no dia 21, a Mesa Diretora, presidida pelo deputado André Ceciliano (PT), empossou Marcus Vinícius (PTB), Luiz Martins (PDT), Marcos Abrahão (Avante), André Correa (DEM) e Chiquinho da Mangueira (PSC) fora da sede da casa legislativa.

O livro de posse da Assembleia foi encaminhado à penitenciária para que fossem recolhidas as assinaturas de quatro deputados. No caso de Chiquinho da Mangueira, o livro foi levado até sua casa, já que ele se encontra em prisão domiciliar por causa de um problema de saúde.

Com informações: exame.abril.com.br

Comentar

Veja Também  Ativista na internet, Filho de Temer fez campanha para Haddad em 2018
Loading...