O encontro com os prefeitos comemorou os 47 anos da entidade, que congrega 30 municípios. “É uma associação que tem função importante, que é organizar as questões regionais do Noroeste”, disse o governador. Os investimentos autorizados no evento serão feitos em Alto Paraná, Borrazópolis, Ivatuba, Mandaguari, Marialva, Novo Itacolomi, São Pedro do Ivaí e Rancho Alegre D’Oeste.

Ratinho Junior afirmou que passado período de planejamento das ações, é hora de olhar ainda mais para os municípios. “Vamos direcionar recursos para as prefeituras, que estão mais próximas da população e podem melhorar a qualidade a vida das pessoas”, disse.

Ele também afirmou que a ideia é levar cada vez mais o governo para o Interior, a partir de grandes eventos, como o Show Rural, que ocorreu em Cascavel, em fevereiro, e a Expolondrina, que acontecerá neste mês de abril. “É um modelo inovador de gestão pública, pois quando transferimos a administração estadual para outras cidades, levamos toda a equipe para trabalhar e agilizar ações para as regiões”, disse.

O presidente da Amusep e prefeito de Atalaia, Fábio Fumagalli, relatou que essa parceria com o Governo do Paraná é essencial para o desenvolvimento da região Noroeste. “O Estado tem um viés municipalista e isso é fundamental, principalmente as pequenas cidades, que precisam de apoio para conseguir melhorias para a população”, disse ele.

O Estado é um braço de apoio aos municípios, afirmou o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega. “As prefeituras precisam apresentar projetos. Só assim conseguimos liberar recursos necessários para os investimentos”, explicou.

Infraestrutura

Mandaguari vai investir R$ 2,66 milhões em obras de melhoria de ruas e na aquisição de um veículo. Ruas dos bairros Jardim Progresso, Jardim Cristina e Jardim Lorena serão asfaltadas e receberão serviços de drenagem, calçadas, rampas de acessibilidade, meio-fio com sarjeta, urbanização e sinalização viária. Também está previsto o recapeamento asfáltico de uma área de 18,3 mil metros quadrados.

Veja Também  Oito municípios estão em epidemia de dengue no Paraná

“Com essas obras, aguardadas há 30 anos, vamos garantir mais infraestrutura para esses bairros e mais conforto e qualidade de vida para as seis mil pessoas que vivem neles”, disse o prefeito de Romualdo Batista. “A população está ansiosa com o início dos projetos e feliz com a notícia”, acrescentou.

O recurso para as obras no município é do Sistema de Financiamento aos Municípios, linha operacionalizada em parceria pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Fomento Paraná. Já o veículo, no valor de R$ 48 mil, é a fundo perdido.

Agilidade

O município de Marialva vai licitar a compra de equipamentos rodoviários. O financiamento, no valor de R$ 487 mil, é para a aquisição de um caminhão equipado com Roll-on/Roll-off e cinco caçambas. O prefeito Victor Martini relatou que serão utilizados no Ecoponto, um local no município onde a população pode depositar móveis velhos, entulhos e tudo o que não tem mais utilidade.

O espaço, localizado perto do cemitério municipal, recebe 15 metros cúbicos de entulhos e 60 metros cúbicos de madeira por semana. “Com essas novas caçambas, que serão colocadas no Ecoponto, vamos conseguir separar melhor o lixo. Assim que elas ficarem cheias, utilizamos o novo caminhão para retirar os resíduos”.

Em Ivatuba serão três projetos também financiados pelo Governo do Estado: implantação de uma pista de caminhada com extensão de 1.550 metros, pavimentação asfáltica de uma área de 1,8 mil metros quadrados e recapeamento em uma área de 973 metros quadrados em vias urbanas do município. O recurso total é de R$ 418,5 mil.

Alto Paraná vai pavimentar ruas, com meio-fio, sarjetas, calçadas, rampas com piso tátil, galeria de águas pluviais. O investimento é de R$ 710,12 mil. O município de Rancho Alegre D’Oeste também vai fazer obras de pavimentação, no valor de R$ 655 mil.

Veja Também  Governo planeja obras na Amazônia; Estados podem ter alívio de caixa para apoiar reforma.

Borrazópolis e São Pedro do Ivaí vão adquirir veículos para uso na administração municipal. Já Novo Itacolomi recebeu a autorização para a aquisição de um caminhão caçamba basculante no valor de R$ 240,9 mil, que é a fundo perdido.

Fonte: Massa News

Comentar