De acordo com as investigações da 1ª Promotoria de Justiça de Ibiporã, a quadrilha teria desviado a maior parte do dinheiro por meio de consultas particulares frias. A investigação do Ministério Público em relação ao caso foi iniciada em 2014.

A Promotora de Justiça da Comarca, Dra. Amarílis Fernandes Picarelli Cordioli se reuniu com a diretoria e funcionários do hospital Cristo Rei na tarde da última quinta-feira. Entre os assuntos, a Dra. Amarílis Fernandes Picarelli Cordioli detalhou os resultados da auditoria realizada pelo ministério público em 2014 no hospital que resultou na prisão de 4 funcionários do hospital.

Segundo Dra. Amarílis Fernandes Picarelli Cordioli, o rombo deixado pela antiga administração passa dos $ 3 Milhões de reais, e que os interventores e a atual administração está trabalhando para colocar a casa em dia, mas infelizmente a situação ainda é delicada.

Além do chefe de recursos humanos “Cleverson Luiz Ferreira”,também foram condenados por peculato, supressão de documentos e coação no curso do processo, a administradora do Cristo Rei e outros dois chefes de setores

Comentar

Veja Também  Londrina é atingida por tempestade com chuva de granizo