Professores da rede municipal de ensino de Santo Antônio do Paraíso vem frequentemente reivindicando a implantação do índice de reajuste salarial garantido na Lei 11.738/08 e a valorização da profissão. Os educadores já participaram de manifestações, protestos, reuniões com a comunidade escolar, panfletagem e reunião com os vereadores na Câmara Municipal com o objetivo de chamar a atenção da administração pública para este problema.

No ano passado o reajuste era de 6.81% e neste ano de 2019, o índice é de 4.17%, mas, infelizmente até o presente momento o prefeito Wanderley Martins Ferreira, não demonstrou interesse em solucionar o problema.Mesmo apresentando uma discussão aberta e tentando uma negociação pacífica com o prefeito, a categoria vem sendo deixada de lado, tendo dificuldades para chegar em um acordo com a atual administração.

Diárias

Mas o que deixou a classe revoltada foi ver os gastos do prefeito com diárias para participar da marcha a Brasília em defesa dos municípios 2019 – participação do programa “prefeito amigo da criança”, onde o valor foi de R$ 3.600,00 para 4 dias (valor este que é maior que o valor total do reajuste dos educadores em um mês), ou seja, o prefeito alega que não tem orçamento para implantar o reajuste para o professores e nem para os demais servidores, mas recebe em diárias um valor maior que o que deve aos trabalhadores.

Com informações: parananet.com

Comentar

Veja Também  Motorista vai ter que fazer 2 balizas para tirar a CNH