Mulher e amante são condenados por execução de PM

O Tribunal do Júri condenou Karla Fernanda Menezes a 21 anos de prisão. Ela era acusada pela morte do marido, o ex-soldado da Polícia Militar (PM) Marcos Rodrigues Ferreira, em 26 de julho de 2017.

O amante de Karla, Fernando Lemes, que era do Exército, foi condenado a 15 anos e seis meses. O julgamento começou na quinta-feira (25) e a sentença foi pronunciada já durante a madrugada desta sexta-feira (26).

A vítima foi morta em casa, no bairro Campo do Santana. Marcos foi atingido por um tiro no peito no momento em que saía do banho. A bala entrou pelo ombro de Marcos e atravessou o seu pulmão. As investigações apontaram que o crime foi premeditado por Karla, então esposa da vítima; o tiro foi disparado por Fernando, o amante.

“A sentença resumiu bem: ao ler a decisão do júri, o juiz afirmou que essa foi a primeira vez em 10 anos que precisou ser avaliada a personalidade, tamanha a frieza e covardia do crime”, disse o advogado assistente de acusação Maurício Zampieri.

“Saímos satisfeitos após essas 19 horas de julgamento”, completou.

Karla foi condenada por homicídio duplamente qualificado e fraude processual. Fernando foi condenado por homicídio qualificado, porte ilegal de arma e fraude processual.

A defesa de Fernando indica que não irá recorrer. O advogado Igor Ogar acredita que, em seis meses, o cliente poderá progredir do regime fechado.

Fonte: Massa News

Comentar

Veja Também  Latrocínio; Homem é brutalmente assassinado em Jataizinho