Ipem lacra bombas de posto de combustível da zona sul de Londrina

0
20

O MP (Ministério Público) em Londrina recebeu denúncias anônimas de irregularidades em dois postos de combustíveis em duas regiões da cidade na manhã de segunda-feira (29).

Conforme o gerente do Ipem (Instituto de Pesos e Medidas do Paraná) em Londrina, Marcelo Trautwein, duas equipes foram fiscalizar um posto na região central e outro na zona sul simultaneamente.

“No posto localizado no centro da cidade não foi encontrada nenhuma irregularidade. Já no posto da zona sul, quatro bombas foram interditadas. Em uma bomba, a cada 20 litros, 120 ml eram perdidos. Em outra, eram perdidos 140 ml de 20 litros, e as outras duas estavam apresentando vazamento. Por isso, também foram lacradas por segurança”, explica.

Ainda segundo Trautwein, o estabelecimento tem o prazo de 10 dias para contestar. “Assim que eles ajustarem as bombas e acionarem o Ipem, já podemos mandar nossas equipes para verificar. Se estiver de acordo, já podem ser liberadas em seguida”, esclarece.

O posto fiscalizado contém 32 bombas no total e é considerado o maior da região Norte do Paraná. A multa nesses casos pode variar entre R$ 100 e R$ 1,5 milhão.

De acordo com o promotor Miguel Sogaiar, a pena de detenção para esse tipo de crime é de um a cinco anos. “O Ministério Público está trabalhando em conjunto com os órgãos de fiscalização, neste caso, o Ipem, e outros postos serão vistoriados”, apresenta.

Fonte: Bonde

Comentar

Veja Também  Vítima de assaltos reage, detém ladrões, mas vai preso