Pai e filho militares matam vizinho após discussão por vaga

0
87

Uma discussão por causa de uma vaga, em maricá, no Rio de Janeiro, resultou na morte de um homem. Paulo César Pinto pediu para os vizinhos, pai e filho policiais, retirarem o carro da rua para não trancar a via, entretanto, os militares reagiram com agressão e dispararam com armas de fogo.

A mulher da vítima presenciou a cena e chegou a implorar. “Eu pedi não faz, não faz isso. Ele falou eu vou dar logo é para matar. Ele pegou e deu o tiro para matar mesmo”, conta Helen.

O clima entre os moradores da rua em Maricá era tranquilo. Durante uma reforma recente, Paulo César chegou a ajudar os vizinhos militares na construção doando alguns materiais. Porém, o homem não esperava que um dia os “amigos” teriam uma reação como esta.

Paulo chegou em casa e deixou o carro na rampa de entrada para sua casa. Já o automóvel dos vizinhos estava estacionado do outro lado da rua, entretanto como a via é estreita, não daria para outro veículo passar no espaço. Ao solicitar a retirada do carro, Paulo foi surpreendido.

O filho do vizinho, Jorge Renato Cardoso, cabo da Polícia Militar, sacou a arma e disparou na perna da vítima, que caiu no chão. Logo depois Renato Ferreira Rodrigues, policial reformado, mirou na cabeça e, sem piedade, realizou o disparo mortal. Cardoso foi preso em flagrante. Já Ferreira está foragido.

Fonte: Ric Mais

Comentar

Veja Também  Colombo; Pastor está desaparecido e família suspeita de ex-inquilino