Pai e filho militares matam vizinho após discussão por vaga

Uma discussão por causa de uma vaga, em maricá, no Rio de Janeiro, resultou na morte de um homem. Paulo César Pinto pediu para os vizinhos, pai e filho policiais, retirarem o carro da rua para não trancar a via, entretanto, os militares reagiram com agressão e dispararam com armas de fogo.

A mulher da vítima presenciou a cena e chegou a implorar. “Eu pedi não faz, não faz isso. Ele falou eu vou dar logo é para matar. Ele pegou e deu o tiro para matar mesmo”, conta Helen.

O clima entre os moradores da rua em Maricá era tranquilo. Durante uma reforma recente, Paulo César chegou a ajudar os vizinhos militares na construção doando alguns materiais. Porém, o homem não esperava que um dia os “amigos” teriam uma reação como esta.

Paulo chegou em casa e deixou o carro na rampa de entrada para sua casa. Já o automóvel dos vizinhos estava estacionado do outro lado da rua, entretanto como a via é estreita, não daria para outro veículo passar no espaço. Ao solicitar a retirada do carro, Paulo foi surpreendido.

O filho do vizinho, Jorge Renato Cardoso, cabo da Polícia Militar, sacou a arma e disparou na perna da vítima, que caiu no chão. Logo depois Renato Ferreira Rodrigues, policial reformado, mirou na cabeça e, sem piedade, realizou o disparo mortal. Cardoso foi preso em flagrante. Já Ferreira está foragido.

Fonte: Ric Mais

Comentar

Veja Também  Avião com 500 kg de cocaína é interceptado pela FAB em Mato Grosso.