Tite anuncia seleção brasileira da Copa América em meio a quebra-cabeça

0
72

A lista de convocados da seleção brasileira para tentar conquistar a Copa América depois de 12 anos, e dessa vez em casa, será anunciada nesta sexta-feira por Tite e pode se transformar numa central de desencaixes a serem resolvidos pela comissão técnica entre 22 de maio, quando um pequeno grupo inicial de jogadores se apresentará na Granja Comary, e 14 de junho, data da estreia no torneio contra a Bolívia, no Morumbi.

A TV Globo, o SporTV e o GloboEsporte.com vão transmitir ao vivo a convocação, às 11h desta sexta-feira.

Notícias recentes se acumularam mundo afora e impactaram as decisões de Tite para formar o grupo. Só entre abril e maio, o técnico assistiu às lesões de Lucas Paquetá, Thiago Silva, Firmino, David Neres e Coutinho, todos muito bem cotados para disputarem a Copa América.

Ele também viu problemas disciplinares do capitão Neymar, que corre risco de perder a faixa, vaias da torcida do Barcelona a Coutinho e o surgimento de um candidato de última hora, Lucas Moura, autor de três gols que classificaram o Tottenham para a final da Champions League.

Os problemas dos selecionáveis:

  • Neymar: ficou três meses parado por lesão no pé direito, voltou em abril. Desde então, disputou cinco jogos e agrediu um torcedor após a final da Copa da França;
  • Lucas Paquetá: desde os amistosos do Brasil em março, participou apenas de quatro jogos pelo Milan, nenhum completo. Quando se recuperou de entorse, deu um tapa no braço do árbitro, foi expulso e suspenso da reta final da temporada;
  • Roberto Firmino: não é titular do Liverpool desde 21 de abril. De lá para cá, participou apenas dos minutos finais do primeiro jogo contra o Barcelona, na semifinal da Champions. Tudo por causa de uma lesão muscular;
  • Coutinho: seguidamente vaiado no Barcelona, lesionou-se no início desta semana e deverá voltar só final da próxima;
  • Thiago Silva: submetido a uma artroscopia no joelho direito há 12 dias, já faz exercícios com bola no PSG;
  • David Neres: uma lesão muscular o tirou da semifinal do Ajax contra o Tottenham e no jogo do título holandês ele ficou o tempo todo no banco.
Veja Também  Londrina lança promoção para dois últimos jogos da temporada no Café

Os acontecimentos recentes colocaram algumas interrogações na lista, mas o GloboEsporte.com revela abaixo, posição por posição, as principais dúvidas solucionadas por Tite e seus auxiliares ao longo dessa semana. Eles dizem que a lista só será fechada minutos antes do anúncio.

Goleiros

Alisson (Liverpool) e Ederson (Manchester City) estão mais do que confirmados. A disputa pela terceira vaga inclui Cássio (Corinthians), dono do posto na Copa do Mundo do ano passado e em ótima fase, além de Weverton (Palmeiras) e Neto (Valencia), ambos convocados uma vez pós-Mundial.

Laterais

Na esquerda, Filipe Luís (Atlético de Madri) e Alex Sandro (Juventus) são os nomes. Na direita, três jogadores disputam duas vagas: Fagner (Corinthians) e Danilo (Manchester City) são os mais convocados, mas Tite pode recorrer ao veterano Daniel Alves (PSG), que, por lesões, não defende a Seleção desde março de 2018, e tem sido escalado numa posição mais à frente em sua equipe.

Zagueiros
Apesar de ainda estar se recuperando de lesão, Thiago Silva (PSG) deve ser convocado. A comissão técnica quer acompanhar de perto sua evolução e, se for preciso, ele será cortado antes do início da Copa América. Completarão a lista Marquinhos (PSG), Miranda (Internazionale) e Militão (Porto).

Volantes

Casemiro (Real Madrid) é titular. O preferido para a reserva era Fernandinho (Manchester City), mas o fato de não ter sido convocado desde a Copa, primeiro por opção própria e depois por lesão, somado à excelente temporada de Fabinho (Liverpool), deve mudar o cenário. Hoje, o finalista da Champions League tem mais chances.

Meio-campistas

Um pouco mais adiantado, Arthur (Barcelona) é um dos poucos a terem disputado os oito amistosos depois da Copa da Rússia. Seu companheiro de clube Philippe Coutinho, apesar da lesão na coxa e do baixo rendimento, também não ficará fora da lista.

Veja Também  Nadal dá adeus ao Torneio de Acapulco com derrota de virada para Kyrgios

Então, sobram três fortes candidatos para duas vagas: Allan (Napoli) tem características de infiltração que a Seleção perdeu sem Paulinho; Renato Augusto (Beijing Guoan) é experiente e conforta os companheiros que veem nele um porto seguro em campo e fora dele; Paquetá (Milan), apesar do misto de lesão recente e indisciplina, é visto por Tite como o meia mais talentoso dessa nova geração. Um deles corre enorme risco de não ser chamado.

Atacantes

Neymar (PSG) será convocado, mesmo depois da agressão a um torcedor em Paris. Firmino (Liverpool) e Richarlison (Everton) também são nomes certos, e Gabriel Jesus (Manchester City), apesar de uma temporada inteira à sombra de Aguero, ainda está entre os favoritos.

Entre os mais jovens, devem surgir os nomes de Everton (Grêmio) e David Neres (Ajax), embora Vinicius Júnior (Real Madrid) seja presença certa para os próximos meses e Lucas Moura (Tottenham) tenha impressionado na semifinal do torneio europeu.

Fonte: Globo Esporte

Comentar