Morador de rua é preso suspeito de assassinar colega no Sítio Cercado

Um homem foi preso nesta segunda-feira (27) suspeito pelo homicídio contra Cléber Henrique Saldanha, no dia 30 de março deste ano, no bairro Sítio Cercado, em Curitiba. A vítima foi asfixiada com um cadarço de sapato e seu corpo foi encontrado no meio da rua.

O delegado Victor Menezes, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), explicou que Felipe Guedes Barros, de 34 anos, morava na rua junto com a vítima, de 30 anos. O suspeito fugiu do local após o crime. “Depois que a polícia deixou o local do crime, suspeito voltou com a mão e testa ensanguentados, e perguntando aos passantes se a polícia sabia de alguma coisa, o que já foi um alerta”, disse.

Cinco dias após o homicídio, Barros teria começado a ameaçar potenciais testemunhas do fato, o que motivou o mandado de prisão preventiva. “No momento do interrogatório ele se negou a dizer o que tinha acontecido e se manteve em silêncio. Sabemos que os dois costumavam andar juntos, os dois dormiram juntos na rua naquela noite e, de manhã, foi encontrado um morto e o outro tinha fugido”, detalhou Menezes.

Na noite do crime, o suspeito teria sido visto com a vítima fazendo o uso de bebidas alcoólicas na rua. O homem foi indiciado por homicídio qualificado e, se condenado, poderá pegar até 30 anos de prisão. O suspeito está preso à disposição da Justiça.

Fonte: Massa News

Comentar

Veja Também  Explosão deixa ao menos 4 feridos em Curitiba